InteRural Berrante Comunicação




Criador de Sucesso


Haras São Rafael - Mais de 40 anos de seleção racial

Por Gustavo Ribeiro

 
O Criador de Sucesso desta edição, fala um pouco da história de um Haras, localizado no Rio Grande do Sul. Uma trajetória passada de pai para filho, resultando em mais de 40 anos de sucesso. Guilherme Fernandes proprietário do Haras São Rafael é especializado na criação de Pôneis, Mini-Horses, Cavalos da raça Crioulo e Muares, apaixonado pela atividade, ele já planeja um 2012 promissor. Conheça agora um pouco mais dessa história singular na criação de cavalos.
 
Como foi o inicio de sua trajetória no agronegócio?     
Na realidade, eu nasci e cresci no meio do agronegócio, tanto a família de meu pai como a de minha mãe tinham propriedades rurais no município de Viamão, fui estimulado desde cedo pelo meu pai a gostar do negócio, no início ele plantava arroz. Eu ainda usava fraldas quando ele me levava para sua lavoura... Minha trajetória se iniciou na realidade com a criação dos pôneis, iniciada em 1967 pelo meu avô paterno. Minha infância e adolescência foram vividas de forma muito intensa em torno dessa raça e de um sonho construído pelo meu pai, do qual foi o início do Haras São Rafael, com o surgimento do prefixo GARF (Guilherme Antônio Ribeiro Fernandes). Em meados dos anos 90, comecei a participar de exposições pelo Brasil e meu pai, na época, fez vários investimentos que me proporcionaram ter uma alta qualidade genética em quantidade que se destacou no país. Desde cedo minha paixão pelos pôneis e cavalos foi vista como um futuro negócio, assim criar cavalos, e tornar essa atividade lucrativa foi à sequência. 
 
Você trabalha com equinos das raças: Crioulos, Pôneis e Mini-Horses além de Muares? Por que você optou por estas raças?
Pônei e Mini-Horses, nasci criador. Crioulo foi uma oportunidade de negócio, quando optei em cruzar as éguas Crioulas registradas com o jumento Pega. 
 
Você trabalha com animais de genética melhorada e padrão racial, qual a importância disso?
Meu objetivo, desde cedo, foi o melhoramento genético. É o que torna o negócio mais rentável, agregando valor e qualidade zootécnica aos animais.
 
Você gosta de participar de exposições e pistas de julgamento? Já conquistou algum título? Caso tenha conquistado, qual foi o mais marcante?
Sim, porém passei estes dois últimos anos sem participar porque reestruturei meu plantel, e fiz uma reformulação completa do meu time de pista. Esta iniciativa fez com que eu gostasse mais ainda de criar e me fez aumentar minha exigência zootécnica sobre minha manada. Acho que todo criador deve participar de exposições porque dali pode-se fazer uma avaliação da sua criação, agregando valor aos seus animais.
 
Como é formado seu plantel hoje?
Meu plantel hoje é formado por éguas de cria, que são mantidas inverno e verão soltas a campo e que são emprenhadas com meus reprodutores em monta natural, com início no dia 1º de setembro até 31 de março. As potras iniciam sua vida reprodutiva a partir dos três anos de idade. Meus reprodutores passam o inverno todo juntos soltos em pastagens de azevém, trevo e cornichão, desde cedo são acostumados a isso, quando inicia a temporada de monta, cada reprodutor vai para um potreiro com aproximadamente 40 a 50 éguas.
 
Onde está localizada sua propriedade?
Em Viamão e São Lourenço do Sul, no estado do Rio Grande do Sul.
 
Como é a rotina do Haras? Quantos funcionários fazem parte da equipe?
Os animais são criados 100% a campo. Nascem no campo com acompanhamento diário no período das parições. Os animais que irão participar de leilões, atividade bastante representativa na minha criação, alimentados duas vezes ao dia com ração em seus potreiros. Os animais de exposição fazem seus exercícios físicos e voltam para seus potreiros, indo somente para cocheira na véspera da exposição. A quantidade de funcionários varia conforme a época e atividades que exercemos. Em época de leilão e exposição trabalhamos com 10 funcionários. 
 
Conte um pouco mais do seu projeto de produzir Muares em parceria com o agropecuarista Marco Antônio Andrade Barbosa (MAAB). Fale um pouco dos animais produzidos oriundos do cruzamento da raça Pega com a “Raça das Américas”, o cavalo Crioulo?
Resolvemos utilizar éguas Crioulas nesse cruzamento por acharmos um cavalo completo tanto morfologicamente quanto funcionalmente. Uma das raças que mais cresce no Brasil. Desse cruzamento nasceram animais muito fortes e caracterizados, e com muita função. Animais que com certeza se destacarão em atividades do meio rural no centro do país, por apresentarem características marcantes e muito procuradas nos dias atuais.
 
O que mais o faz sentir realizado no trabalho?
Gosto do que faço, vivo cavalos 24 horas por dia, moro na fazenda. Vejo meus animais e acompanho eles diariamente, sei quem são um por um, administro e vivo o dia-a-dia de minha criação.
 
Qual avaliação você faz do atual mercado de equinos e muares brasileiro?
É um mercado que está evoluindo dia após dia. Com o surgimento dos canais de TV e com a internet a comercialização tornou-se fácil. Há mais ou menos 15 anos atrás o comprador precisava percorrer longas distâncias, ir ao Haras ou em exposições para ver os animais, hoje a TV/internet mostra em casa tudo que existe de melhor e com o poder de compra.
 
Quais são os objetivos do Haras para 2012?
Fazer vários leilões virtuais e participar da Exposição Nacional. Acredito que no ano de 2012 vamos firmar novos animais de pista e mostraremos novos reprodutores. A partir de março o site do Haras São Rafael (www.harassaorafael.com.br) estará totalmente reformulado, com novos animais.

 





E ai, o que achou dessa matéria? Deixe aqui seus comentários:





Últimos comentários:
joao carlos - admirador de animais | 30/09/2013 20:55

quero dizer que acho muito bonito os cavalos e eguas crioulas. acho tambem muito lindo os muares marchadores, espero um dia poder comprar alguns animais deste criatorio que é o haras sao rafael respeitado pelo seu plantel de qualidade.

João Batista Neiva - Sta. Felicidade. Curitiba | 07/09/2013 19:48

Pretendo criar mini horses , de início como pet. Mas quero começar bem . Com égua de bom nível e já coberta. Peço orientações e faixas de preços.


Copyright InteRural. Todos os direitos reservados. Serviços: Assine a Revista | Fale Conosco | Anuncie aqui